Sabemos muito sobre como controlar os outros e sempre vamos querer saber mais sobre isso. Mas sabemos pouco sobre como controlar mais a nós mesmos.

“Examine-se pois o homem a si mesmo.” Grandes e profundas palavras do Apóstolo Paulo na bíblia em I Coríntios 11: 28

Se não assumirmos o controle de nossas vidas outras pessoas irão fazer isso por nós. E nem sempre para o nosso bem.

Muitos dizem: “O que eu quero da minha vida?”  Não! Essa é a pergunta errada. Parece que ficamos passivos para receber algo dessa entidade sem rosto que é a vida.

“Que vida eu quero viver?” Essa é a pergunta correta. Muito melhor, porque você passa a ser o agente. Você determina o que quer viver.

O que chamo de “o instante do murro na mesa”, esse momento de transição, necessário, só chega quando você reconhece suas responsabilidades com o seu próprio futuro, seus entes queridos e com o seu trabalho.

Questione-se: “Para onde estou conduzindo a minha vida?”

Se você não sabe para onde vai, qualquer lugar serve. Então não reclame dos rumos para onde sua vida o está levando.